Estudantes palotinenses são premiados no programa Agrinho 2017


Escolas públicas e particulares de Palotina foram premiadas na edição 2017 do programa Agrinho que completou 19 anos de trabalhos no Paraná. A entrega da premiação aconteceu em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, no dia 30 de outubro com a presença dos professores e alunos do Município que foram premiados nas categorias redação e desenho. 

O aluno premiado na categoria desenho especial foi Adryan Ruan Curtinaz de Conto e a professora Regina Cândida Orlandi da Silva, da Escola Municipal Joaquim Monteiro Martins Franco. Já na redação (5º ano) os contemplados foram a aluna Maria Alice Fonseca e a pedagoga Vera Lúcia Ritter, do Colégio Gabriela Mistral; e o estudante Luis Eduardo Pires de Oliveira e a professora Leiliane Souza da Silva, da Escola Municipal Vale Verde. Tanto os alunos quanto as professoras receberam um nootbook como prêmio pela participação no programa Agrinho 2017. 

O programa busca desenvolver junto aos estudantes ações que despertem a consciência de cidadania e o acesso às informações de saúde, cultura, ética, trabalho e consumo e preservação do meio ambiente. O eixo de trabalho é a pedagogia da pesquisa, na qual o aluno busca a informação e o professor atua como um facilitador da aprendizagem. 

O concurso realizado todos os anos nas categorias redação, desenho, experiência pedagógica, escola e Município Agrinho serve a um só tempo como instrumento de avaliação do alcance das atividades e como uma amostra daquilo que o Programa vem provocando em termos de ações efetivas. O projeto Agrinho é promovido pela Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP).

 

 

 

 

 





Todos os direitos reservados. © Copyrıght 2015
Desenvolvido por Lazzari Agência Web