Manifestantes vão às ruas de Guaíra contra a demarcação de terras indígenas


Após a visita de grupos de trabalho da Fundação Nacional do Índio e de caminhões com tábuas entregues em aldeias Guarani em Guaíra, comerciantes fecharam as portas e junto com agricultores e populares foram às ruas se manifestar contra a demarcação de terras indígenas na região. Eles pedem respeito ao Marco Temporal.

No entanto, para o Ministério Público Federal, com sede em Guaíra há uma má interpretação do Marco Temporal. Diante da omissão dos responsáveis, o órgão ajuizou em 2012 uma ação contra a Funai e a União para garantir a demarcação das terras indígenas. 

Ainda não se sabe ao certo, qual a área que será demarcada, mas a informação de que 30% da área agricultável do município e inclusive trechos da área urbana estariam inclusos, não procede. Em meio a essa situação, a coincidência da vinda de um grupo de trabalho da Funai para levantamento fundiário e da entrega de kits moradia aos indígenas, aumentou ainda mais o clima de tensão na cidade.

Segundo ele, o Governo do Estado vendeu de forma ilegal as terras de união e agora precisa se posicionar sobre a indenização de terras aos titulares.





Todos os direitos reservados. © Copyrıght 2015
Desenvolvido por Azz Agência