Com raiva, assaltante atira e celular salva jovem em tentativa de roubo


O aparelho celular que motivou o assalto contra um jovem de 18 anos foi o mesmo que o salvou em uma tentativa de latrocínio, no fim da tarde desta sexta-feira (13), na Cidade Industrial de Curitiba. Ao reagir, a vítima foi ferida por um disparo de arma de fogo, que atingiu o celular. Apenas com ferimentos, o jovem assustado correu para casa e acionou a Polícia Militar (PM).

A tentativa de assalto aconteceu quando o jovem seguia para casa, a pé, na Vila Itatiaia. Próximo de casa, ele foi abordado por outro jovem armado, que pediu o celular dele.

O metalúrgico Francisco Couto, pai da vítima, disse que a negativa de entregar o celular deixou o assaltante furioso. “Ele chegou de moto e enquadrou meu filho, apontou a arma para ele, meu filho não quis entregar o celular e ele atirou. Só que o tiro deu no celular e pegou de raspão no peito e no ombro dele. Quando ele viu meu filho sangrando, ele saiu correndo, sentido Campo Comprido”, contou à Banda B.

Para o pai, não há dúvidas de que o filho poderia estar morto. “Foi o celular que salvou, esse aparelho salvou ele. A sensação é de alívio, olha o estrago, se não fosse isso, teria atravessado o peito. O que eu poderia estar passando essas horas, meu Deus” finalizou.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e registrou Boletim de Ocorrência (BO). O suspeito não tinha sido encontrado até o fechamento da reportagem.





Todos os direitos reservados. © Copyrıght 2015
Desenvolvido por Azz Agência